Nenhum sucesso na vida compensa o fracasso no lar

Pergunte aos que você considera bem-sucedidos e ouvirá o mesmo: a felicidade não está nos negócios, status financeiro ou reconhecimento, e sim no equilíbrio. Nos últimos anos, quantas vezes você ouviu de colegas e amigos que seus relacionamentos naufragaram por causa do trabalho em excesso, muitas viagens e ausência – embora o que mais quisessem fosse estar presentes.

Quantos remorsos por jamais levarem ou buscarem os filhos na escola, ou por faltarem aos seus aniversários. Por cancelarem viagens e passeios únicos na vida. Quantas palavras tóxicas que acabaram sendo ditas a aqueles que não mereciam ouvi-las.

Sobre arrependimentos na vida, tem a história de uma enfermeira australiana Bronnie Ware, que publicou em seu blog em 2010, o que os pacientes terminais dos quais cuidava lamentavam de não ter realizado antes das doenças.

Os cinco maiores arrependimentos na hora da morte, são:

(1) Eu gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida mais verdadeira para mim, e não aquela que as pessoas esperavam de mim. (2) Eu não queria ter trabalhado tanto. (3) Eu queria ter expressado melhor os meus sentimentos. (4) Eu queria ter tido mais contato com os meus amigos. (5) Eu queria ter me permitido ser mais feliz.

Ou seja, não há sucesso que justifique você partir desse mundo sabendo que preferiu dinheiro, fama, metas, viagens, carros ou imóveis à juventude de seus filhos, à companhia dos seus amigos e ao amor verdadeiro da sua parceira ou parceiro.

Quando se perde tudo ou se está no fim, é que se mede a quantidade de sonhos que não realizamos. Quando nos damos conta de que, de maneira consciente, fizemos escolhas erradas.

Marc Tawil

Jornalista, radialista e escritor. É head da Tawil Comunicação, agência que fundou em 2010, em São Paulo. E participa ativamente de instituições, como conselheiro e embaixador, ligadas às causas do Refúgio, Educação, Igualdade Racial e Comunicação.

A religião e a espiritualidade

A religião não é apenas uma, são centenas. A espiritualidade é apenas uma. A religião é para os que dormem. A espiritualidade é para os que estão despertos. A religião é para aqueles que necessitam que alguém lhes diga o que fazer e querem ser guiados. A espiritualidade é para os que prestam atenção à sua voz interior. A religião tem um conjunto de regras dogmáticas. A espiritualidade te convida a raciocinar sobre tudo, a questionar tudo.

A religião ameaça e amedronta. A espiritualidade lhe dá paz interior. A religião fala de pecado e de culpa. A espiritualidade lhe diz: “aprenda com o erro”. A religião reprime tudo, te faz falso. A espiritualidade transcende tudo, te faz verdadeiro!

A religião não é Deus. A espiritualidade é tudo e, portanto é Deus. A religião inventa. A espiritualidade descobre. A religião não indaga nem questiona. A espiritualidade questiona tudo. A religião é humana, é uma organização com regras. A espiritualidade é divina, sem regras. A religião é causa de divisões. A espiritualidade é causa de união. A religião lhe busca para que acredite. A espiritualidade você tem que buscá-la. 

A religião segue os preceitos de um livro sagrado. A espiritualidade busca o sagrado em todos os livros. A religião se alimenta do medo. A espiritualidade se alimenta na confiança e na fé. A religião faz viver no pensamento. A espiritualidade faz viver na consciência. A religião se ocupa com fazer. A espiritualidade se ocupa com ser. A religião alimenta o ego. A espiritualidade nos faz transcender. 

A religião nos faz renunciar ao mundo. A espiritualidade nos faz viver em Deus, não renunciar a Ele. A religião é adoração. A espiritualidade é meditação. A religião sonha com a glória e com o paraíso. A espiritualidade nos faz viver a glória e o paraíso aqui e agora. A religião vive no passado e no futuro. A espiritualidade vive no presente. A religião enclausura nossa memória.  A espiritualidade liberta nossa consciência. 

A religião crê na vida eterna. A espiritualidade nos faz consciente da vida eterna. A religião promete para depois da morte. A espiritualidade é encontrar Deus em nosso interior durante a vida. Não somos seres humanos passando por uma experiência espiritual. Somos seres espirituais passando por uma experiência humana.

Pierre Teilhard de Chardin

Foi um padre jesuíta, teólogo, filósofo e paleontólogo francês, que tentou construir uma visão integradora entre ciência e teologia.

Virada no destino

Ninguém conscientemente deseja entrar num relacionamento para que ele não dê certo. Na verdade, todos nós queremos encontrar alguém que nos entenda, que goste de nós, como somos, e que nos ame acima dos nossos defeitos e pontos de melhoria. Do mesmo modo, queremos amar e oferecer isso ao outro, construir uma história, ter uma convivência sadia e produtiva para ambos.

Quando há um choque de crenças, desejos e valores, geralmente o casal também acaba tendo muitos problemas para se relacionar amorosamente. Consequentemente, acaba brigando, tendo dificuldades para se comunicar; expressar seus sentimentos, se distanciando ou mesmo encerrando a relação definitivamente.

A prática da fé é como um relacionamento que tem uma virada no destino.

Gorikai III Konko Kyoso Gorikai 49

Se depois de uma ou duas vezes não dá certo, não precisa chegar à terceira vez para se perguntar se deve mudar de atitude no relacionamento, pois estes são sinais mais do que claros de que sua relação amorosa precisa passar por uma transformação o mais rápido possível.

A prática da fé é como reverter a situação em um relacionamento. Todas as formas de relação e interação tem seus momentos difíceis, seja na vida familiar, no trabalho, etc. Assim, também acontece com nosso relacionamento com Kami (Deus). A prática da fé é uma mudança de atitude como a mudança em um relacionamento complicado que tem um final feliz.

As dificuldades da vida

Queixar-se é a pior coisa que alguém pode fazer por sua saúde e por sua prosperidade. Acredito piamente que aquilo que focalizamos se expande. Quando você se queixa, no que está se concentrando: naquilo que está certo ou no que está errado na sua vida?

Obviamente, está dando destaque ao que está errado. E, uma vez que aquilo que é focalizado se expande, você só receberá mais do que está indo mal. Muitos pessoas dizem que “os iguais se atraem” isso quer dizer que, quando alguém reclama, está na realidade atraindo coisas ruins para a sua vida.

Existem muitas pessoas que praticam o treinamento da fé de forma ascética. Há aquelas que praticam o treinamento, caminhando nos dias mais frios do inverno, fazendo orações. Por outro lado existem outras que aceitam sem reclamar, tomando as dificuldades da vida com material para seu treinamento.

Gorikai l Yamamoto Sadajiro 62

Você já reparou como costuma ser difícil a vida das pessoas que vivem se lamentando? Parece que tudo o que pode dar errado lhes acontece. Elas dizem:

“É claro que eu reclamo olha só como minha vida é uma droga.”

Agora que você já sabe mais sobre esse assunto, poderá explicar:

“Não, é exatamente porque você se queixa que a sua vida é uma droga.”

Você deve ter em mente, que se ficar na companhia de pessoas que vivem reclamando. Você também começará a reclamar porque é contagioso. Muitas pessoas, porém, adoram se aproximar dos resmungões e ouvi-los. Por quê? Por um motivo simples: elas estão esperando a sua vez de se queixar. E você acha que isso é horrível? Espere só até ouvir o que aconteceu comigo.

Eu o incentivo a não reclamar de nada e não apenas em voz alta, na sua cabeça também. Você ficará admirado como está prática pode transformar a sua vida ao parar de se concentrar nas coisas negativas e de atraí-las. 

A atitude de culpar os outros, justificar se e queixar se tem o mesmo efeito das pílulas. Só servem para reduzir o estresse e aliviar a tensão do fracasso. Pense nisso. Se a pessoa não estivesse sendo malsucedida de algum modo, ela precisaria responsabilizar alguém, arranjar uma justificativa para isso ou reclamar? A resposta óbvia é: não.

De hoje em diante, quando você se vir culpando os outros, se justificando ou se queixando, pare imediatamente. Lembre se de que você está criando a sua vida e atraindo para ela, a todo o momento, as bênçãos ou as dificuldades. É fundamental que escolha cuidadosamente os seus pensamentos e as suas palavras.

É hora de reconhecer que as bênçãos divinas existem dentro do seu coração, e estão prontas para abençoar sua vida, se você escolher o caminho da fé, praticando o ensinamento de não reclamar ou se queixar.

Momentos de reflexão

Precisamos ter uma conversa corajosa com nós mesmos e com os outros sobre as nossas necessidades, desejos e anseios.

David White

Em momentos de crise econômica nos devemos refletir sobre as oportunidades que temos escondidas. Se você acolhe um desejo secreto de passar horas cuidando das plantas e planejando belos jardins? Se você gostaria de se aprimorar em técnicas de confeitaria ou criar sua própria marca de roupas feitas à mão? A recessão tem desafiado diversos dos nossos valores pessoais. Como resultado, muitos de nós estão agora reavaliando as coisas que realmente importam.

Seja revisitando um antigo hobby ou habilidade, criando tempo para nós mesmos ou encontrando inspiração em artes e ofícios, estamos colocando ênfase renovada em viver uma vida mais enriquecida. Para alguns isso pode levar a um novo negócio impulsionado por valores pessoais. Para outros pode significar aprender profundamente as técnicas da alta culinária francesa nos finais de semana. Você já parou para refletir? Pare, pense, reflita!

A prática da auto-reflexão é comum na sociedade japonesa, e significa o reconhecimento do erro e a decisão de agir melhor no futuro. Hansei, é a atitude de olhar constantemente para as ações e decisões passadas para tirar lições delas e encontrar oportunidades para a melhoria. A ideia é ser realmente honesto a respeito de suas próprias fraquezas. Não é buscar um culpado.

Na cultura ocidental, estamos sempre a buscar um culpado, tirar a responsabilidade de nossas costas e colocar no culpado. E quando nós somos os culpados, o peso da culpa se torna as vezes insuportável. Reconhecer as fraquezas, por outro lado, não é uma forma de reconhecer a culpa, mas sim, de assumir responsabilidades e assumir o compromisso de evitar que essa fraqueza surja novamente.

Com frequência os japoneses praticam auto-reflexão, que pode ser realizada individualmente ou em grupo. As empresas japonesas costumam realizar reuniões de auto-reflexão, em um esforço para descobrirem o que fazendo de errado, ou para umentar seus sucessos, refletindo sobre seus modos de pensar e fazer as coisas.

A prática da gratidão

Pessoas que são gratas tendem a ser mais felizes, saudáveis e realizadas. Para muitas pessoas a expressão da gratidão significa dar o devido valor às coisas, de forma sincera e profunda. A gratidão é um antídoto contra emoções ruins, que ajuda a neutralizar a inveja, hostilidade, aborrecimentos e irritação. Praticar a gratidão é focar no agora, reconhecendo todas as conquistas que você já teve, para receber ainda mais.

As pessoas que têm fé, quando descansam na sombra de uma árvore devem, ao se levantarem ter um sentimento de gratidão.

Gorikai lll Konko Kyoso Gorikai 31

Como é bom agradecer, como a gente se sente feliz e grato ao Universo, ao mundo, a vida nessas situações. Mas e quando a tristeza bater a sua porta? E quando as coisas dão errado? Quando seu marido está desempregado? E se você está com um problema seríssimo de saúde? Se o seu filho não engrena na vida de jeito nenhum? Se as coisas não andam por mais que você insista? Como é que a gente faz para agradecer? Por onde começar? 

Se é nova para você a idéia de que a gratidão coloca sua mente em maior harmonia com as energias criativas do Universo, pense bem nisso, e você verá que é verdade.

Napoleon Hill

Esta ação envolve conscientemente gastar alguns minutos por dia focando em algumas das coisas boas que nos aconteceram. Ao fazê-lo, começamos a reparar o que está indo bem, bem como aquilo que não está dando certo em nossas vidas. Mesmo em um mau dia, há sempre algumas boas coisas acontecendo, ainda que pequenas.  Esta ação é simples, mas incrivelmente poderosa.

Assim como a maior parte dos grandes ensinamentos espirituais, a gratidão é uma atitude surpreendentemente simples mas poderosa. Não requer esforço de nossa parte pois ela brota naturalmente dentro de nós quando estamos abertos para ela. Saiba que é impossível sentir a emoção positiva do agradecimento e, ao mesmo tempo, as emoções negativas como raiva ou medo. 

Qual é a melhor religião?

No intervalo de uma mesa redonda sobre religião e paz entre os povos, na qual participava o Dalai Lama, Leonardo Boff lhe perguntou, qual é a melhor religião? Esperando que o Dalai Lama dissesse: é o budismo tibetano ou são as religiões orientais, muito mais antigas do que o cristianismo.

Sua Santidade fez uma pausa, deu um sorriso, e olhou bem nos olhos de Leonardo Boff, o que desconcertou um pouco o brasileiro, e então disse: a melhor religião é aquela que te faz melhor.

Diante desta resposta tão sábia, Leonardo Boff voltou a perguntar: o que me faz melhor? E o Dalai Lama respondeu: “Aquilo que te faz mais compassivo, aquilo que te faz mais sensível, mais desapegado, mais amoroso, mais filantrópico, mais responsável. A religião que conseguir fazer isso de ti é a melhor religião.”